Aprendendo com Humor

Loading...

terça-feira, 14 de julho de 2009

OITAVO ENCONTRO

LEITURA E MERGULHO NO TEXTO

O encontro do dia 07 de julho iniciou com uma apresentação em power-point contendo uma mensagem reflexiva e motivadora, sob o título: COISAS QUE A ESCOLA NÃO ENSINA.
Em seguida fizemos uma revisão do conteúdo letramento e alfabetização. Para instigar a participação dos cursistas, sugerimos que respondessem a seguinte pergunta: O que é letramento e alfabetização? As respostas foram construídas individualmente e depois socializadas com o grupo. Para consolidar o assunto realizamos a leitura do texto LETRAMENTO E ORALIDADE NO CONTEXTO DAS PRÁTICAS SOCIAIS E EVENTOS COMUNICATIVOS, de Luiz Antonio Marcuschi.
No momento seguinte, as cursistas passaram a relatar aspectos que julgaram importante na realização da lição da casa, das unidades 14 e 15, do TP 04. Após, passamos para a discussão da idéia central dessas unidades. Lancei algumas perguntas norteadoras de reflexão sobre a sessão: Por que e para que perguntar. As perguntas elaboradas por mim e colocadas à discussão foram:

a) Quando você elabora perguntas sobre um texto, quais são seus principais objetivos?
b) O que você procura explorar em um texto?
c) Você elabora perguntas sobre um texto para seus alunos com a intenção de que eles percebam os implícitos textuais?
d) Você pensa nas possíveis respostas dos alunos quando elabora questões para exploração de um texto?
e) Você se preocupa em explorar a estrutura de um texto antes de explorar os demais aspectos textuais?
f) Você procura elaborar perguntas sobre um texto que sejam atrativas para seus alunos?

g) Você julga que os textos selecionados para a leitura dos alunos apresentam temática do interesse deles?

As respostas individuais foram socializadas com o grupo que aproveitou para refletir sobre as questões formuladas. Foi interessante perceber que todos concordaram plenamente que muitas vezes nossa prática deixa a desejar quanto aos anseios dos alunos, já que trabalhamos assuntos que não são do interesse deles, mas, sim, do programa escolar. Isso talvez seja um dos motivos de ouvirmos com muita frequência uma frase quase chavão no meio dos professores: “Nossos alunos não gostam de ler e nem de escrever”. Concluímos que os alunos, assim como nós, não sentem o gosto por essas atividades curriculares. Portanto, quando trabalhamos com assuntos do interesse deles percebemos que isso muda, porque faz sentido para eles. Por isso, valorizar o conhecimento prévio do educando e respeitar seus interesses resulta no prazer da leitura e do produzir.
Antes do término da reunião, lembramos os cursistas sobre a elaboração do projeto e o estudo da próxima unidade.

SÉTIMO ENCONTRO

SELEÇÃO DOS TEMAS DOS PROJETOS

No dia 23 de junho de 2009 iniciamos o encontro com uma apresentação de um texto de Fernando Pessoa - Navegue. Após, esse momento a conversa foi sobre o processo de letramento e a da alfabetização. Apresentamos um vídeo com o poema Letramento e literatura. Refletimos sobre o processo de letramento e as necessidades de desenvolver habilidades que tornem nossos alunos leitores e escritores.
Em sequência, os cursistas puderam expor seus relatos da lição de casa e sobre sua experiência com as atividades do Avançando na Prática. Muitos foram os aspectos positivos, mas ainda demonstraram algumas dificuldades dos alunos.
No segundo momento, apresentamos o conceito de projeto e o roteiro para a sua elaboração. Enfatizamos que o projeto faz parte da avaliação individual de cada participante do Gestar, e que ele deverá ser elaborado e aplicado no segundo semestre. Realizamos uma dinâmica (escrever uma frase sobre uma ação que possa mudar a prática na sala de aula - Colcha de retalhos), que deverá ser a idéia central para o cursista definir o tema da elaboração do projeto. Com essa atividade, os cursistas perceberam o leque de temas disponível para a seleção daquele que irão escolher para a elaboração do seu projeto. Na sequência, foi apresentado (em Power-point) um esquema com os passos a serem seguidos durante a elaboração do projeto.
Disponibilizamos uma vasta bibliografia para servir como referência para o projeto. Muitos solicitaram empréstimo dos nosso material e livros, ficando agradecidos por tê-los poupado dessa busca.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

FOTOS


PROFESSORAS REUNIDAS PARA INICIAR A ELABORAÇÃO DO PROJETO - 23/06/2009.

domingo, 12 de julho de 2009

SEXTO ENCONTRO

LEITURA E PROCESSOs DE ESCRITA

A reunião do dia 09 de junho de 2009 iniciou com uma mensagem de abertura e apresentação da pauta do dia, que incluiu alguns esclarecimentos sobre o calendário do GESTAR II, apresentação dos dias do curso e a programação sobre a elaboração do projeto.
Após, houve os relatos de cada cursista sobre o Avançando na Prática, que comentaram os aspectos positivos e negativos. No geral, houve muito mais relatos de sucesso do que de dificuldades durante a aplicação das atividades com os alunos.
Transcrevo aqui o relato da professora Irani:

"Fiz a leitura do texto "Festa Junina" com os alunos de 5ª e 8ª séries. Estimulei a oralidade, perguntando aos alunos o que sabiam sobre festa junina. Após, orientei a elaboração de convites e depois partimos para produção de carta pessoal. Orientei que escrevessem uma carta para um amigo, parente ou conhecido, convidando-o para participar da festa junina. Na sequência, orientei a escrita do envelope e depois agendamos a ida ao correio para a postagem. Para eles (alunos) foi uma experiência muito boa, pois nunca escreveram e não enviaram uma carta para alguém.".

ALUNOS PREENCHENDO ENVELOPE PARA POSTAGEM DE CARTA:
Atividade Elaborada pela profª Irani.
Florianópolis - SC














Na sequência, foi apresentado o vídeo Letramento e Alfabetização, da Profª. Cátia Martins, para introduzir a discussão da unidade 13: Leitura, escrita e cultura. Todos os cursistas demonstraram estar muito interessados no assunto e empolgados para executarem e aplicarem as atividades propostas do Avançando na Prática. Antes da discussão da seção 3, ouviram a música Baião, de Luiz Gonzaga, como incentivo para trabalhar a atividade de leitura e escrita do TP04.
Com o intuito de ampliar o estudo sobre letramento e alfabetização foi realizada coletivamente a leitura do texto teórico: Ampliando nossas referências, que serviu como base para discussão, reflexão e embasamento para a prática pedagógica.Para encerrar e concretizar a reunião do dia, foi transcrita a frase "Pensamos que uma pessoa participa ativamente da cultura letrada quanto mais experiências ela tem com diferentes materiais escritos em gêneros textuais diversos.".

quarta-feira, 8 de julho de 2009

QUINTO ENCONTRO

A INTER-RELAÇÃO ENTRE GÊNEROS E TIPOS TEXTUAIS

Em 26 de maio realizou-se mais um encontro. Como de costume a professora formadora apresentou uma mensagem e a pauta do dia. A seguir, cada cursista fez o relato das atividades realizadas do Avançando na Prática. O momento serviu para trocas de idéias e sugestões de outras atividades, como filmes e documentários, entre eles: Crianças Invisiveis, Meu nome é Rádio e Wall-e. Muitas outras idéias também surgiram, uma interessante é a proposta de construir outros finais para o filme Fuga das Galinhas, .
Na sequência, realizamos a leitura do texto da Unidade 12: Ampliando nossas Referências: A inter-relação entre gêneros e tipos textuais, de Maria Luiza Monteiro Sales Coroa. Foi muito valioso esse momento, os participantes comentaram alguns aspectos que consideraram novo em relação a tipologia textual e gênero.
O horário previsto para encerrarmos as atividades estava previsto para as 17h30min. No entanto, isso não aconteceu, todos muito empolgados, permaneceram discutindo o assunto até as 18h10min. Isso demonstrou o interesse e o envolvimento dos cursistas.

QUARTO ENCONTRO

TRABALHANDO COM GÊNEROS TEXTUAIS

Iniciamos mais um encontro do GESTAR, dia 12/05/2009, no turno vespertino, com muito ânimo e alegria estampado no rosto de todas. Nossa reunião iniciou com um vídeo, mensagem sobre a verdadeira educacão. Após a mensagem, houve a socialização das experiências do Avançando na Prática. Os professores demonstraram estar envolvidos com as atividades apresentadas no caderno, TP3, fizeram elogios. Uma cursista aproveitou o momento para registrar suas impressões: "Percebi que meus alunos estão me aceitando melhor, estão gostando mais das minhas aulas e das atividades, antes não queríam realizá-las, agora parecem estar motivados" (Professora: Irani L. da Silva).

TERCEIRO ENCONTRO

GÊNEROS TEXTUAIS

A reunião do dia 12 de maio de 2009 iniciou com uma mensagem inicial e a apresentação da pauta do dia. Na sequência, os cursistas relataram o que ocorreu em sala de aula durante a aplicação do Avançando na Prática, proposto na Unidade 09 - TP3. Todos se envolveram e participaram do debate.
A seguir apresento um relato de experiência.


RELATO DE EXPERIÊNCIA
PROFESSORA KARLA - CURSISTA DO GESTAR II
FLORIANÓPOLIS - SC


Devido a preocupação ecológica no mundo decidi trabalhar com embalagens, porque entendo que os educandos além de estarem aprendendo o conteúdo da disciplina também se habituam a coletar as embalagens para reciclarem. Iniciamos as atividades analisando os textos que constam nos rótulos de embalagens. Essa atividade proporcionou aos alunos perceberam os diversos gêneros que compõem a embalagem e a diferença entre eles. Após as intervenções e análise dos textos, os alunos concluíram a atividade concretizando-a com a produção de anúncios publicitários e receitas.
Para reforçar a aprendizagem, relativa a gêneros textuais, apliquei a Aula 1, do AAA3. Há duas propostas de atividades nessa aula: a Atividade 1, que envolve o gênero DIÁRIO e a Atividade 2, que trabalha o gênero ANÚNCIO PUBLICITÁRIO. Durante a execução dessas atividades a professora de inglês ofereceu-me ajuda, então decidimos realizar uma atividade interdisciplinar. Essa atividade em conjunto favoreceu a aprendizagem dos alunos.
Ainda com a intenção de fixar a diferença entre os gêneros, levei material diversificado para a sala de aula, sem solicitar a ajuda dos alunos passei a recortar diferentes textos de jornais e revistas e comecei a colá-los em folhas brancas, conforme proposta do Avançando na Prática, unidade 10. Além dos gêneros previstos no livro, acrescentei o anúncio publicitário.
Estava fazendo os recortes e colagens sózinha, mas logo os alunos passaram a auxiliar-me na atividade. Sem que precisasse explicar muito, eles perceberam os diferentes gêneros e começaram a organizá-los e numerá-los:

1 - Anúncio publicitário
2 - Horóscopo
3 - Classificados
4 – Notícia

Em seguida cada grupo pegou um bloco de texto para identificar suas características. Orientei os passos que deveríam seguir, e formulei as seguintes questões:

1 - Como você classifica cada texto?
2 - Qual a finalidade do texto ?
3 - Quem são os leitores do texto?
4 - Quanto a linguagem do texto, você a classifica como culta ou popular?
5 - Sobre o que os textos tratam?
6 - Se o texto literário tem uma finalidade estética e o não literário objetiva informar, como você classifica cada texto?
Para realizar a atividade inteira foram necessárias duas aulas.”

PROFª KARLA - DIFERENCIANDO GÊNEROS



TRABALHO REALIZADO A PARTIR DE RÓTULOS DE EMBALAGENS:











Após os relatos dos cursistas, sobre a execução da atividade, propus a leitura coletiva do texto da página 45, TP 3: Ampliando nossas referências, Gêneros textuais: definição e funcionalidade, Luiz Antonio Marcuschi. Algumas questões sobre gêneros textuais foram retomadas, pois considerei muito importante já que para alguns ainda não havia ficado muito claro a diferença entre gênero e tipo.
Encerrado esse momento, propus ouvirem as músicas O Operário em Construção, Vinícius de Moraes, e Construção, de Chico Buarque. Os textos musicados serviram para reflexão no sentido de comprovar que um texto escrito também tem vida na oralidade. A seguir, foi dado início à Oficina 5 do TP 3. Todos se envolveram na execução da atividade com muito empenho.

SEGUNDO ENCONTRO

GÊNEROS E TIPOS TEXTUAIS

No dia 28/04/2009, o encontro iniciou com uma mensagem de boas vindas.
A seguir a formadora apresentou um vídeo que trata da da história dos autores que produziram as fábulas, usando como referência os textos do caderno TP3.
Como apenas uma das cursistas havia recebido o material do Gestar, a mesma comentou sobre o quanto lhe foi útil como ferramenta de trabalho, tendo aproveitado a idéia para realizar a atividade chamada “A hora do conto” (foto) com seus alunos, cuja proposta foi recriar a moral das fábulas lidas.



Na seqüência, a formadora distribuiu o material do Gestar, possibilitando iniciar o estudo da primeira unidade do TP3, Gêneros Textuais. A formadora definiu grupos de trabalho, providenciou e disponibilizou aos cursistas diversos textos. Solicitou que classificassem cada texto quanto ao gênero. Todos executaram e se envolveram na elaboração da atividade, tendo surgido algumas dúvidas e questionamentos quanto à classificação de alguns textos. Um dos grupos não conseguiu definir a classificação de um dos textos. Essa atividade estimulou o grupo a buscar maior conhecimento teórico sobre os gêneros. Foi apresentado o vídeo Gêneros e tipos textuais: uma conversa que se inicia, e sugerido que lessem e respondessem às questões das Unidades 9 e 10.

terça-feira, 7 de julho de 2009

PRIMEIRAS ATIVIDADES

INÍCIO DO GESTAR
O primeiro encontro do GESTAR II, em Florianópolis – SC, ocorreu no dia 07/04/2009, no auditório do Instituo Estadual de Educação. Quando foi reunido em uma coletiva algumas autoridades locais, os responsáveis pela coordenação do Gestar para Santa Catarina, os formadores e professores de Língua Portuguesa e Matemática. A pauta da reunião centrou-se na apresentação das linhas do programa GESTAR II, do material a ser utilizado (através de slides), do cronograma, da localização dos pólos, das turmas e outros informes gerais.


REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DE ENSINO

No dia 14/04/2009, no pólo Silveira de Sousa, aconteceu o encontro efetivo da professora formadora e os cursistas. Na abertura da reunião foi apresentada uma mensagem de incentivo e motivação (Power Point) para os professores. A seguir houve uma dinâmica de grupo que serviu para a turma e a formadora se conhecerem melhor.
Na sequência, foi realizada a leitura dos textos “Gaiolas e asas”, de Rubens Alves e “O Vôo da águia”, de Affonso Romano de Sant’Anna, que serviram de embasamento para uma reflexão sobre a prática de ensino de cada professor, de quem é o professor de língua portuguesa e seu papel. A seguir, os cursistas formaram grupos com o objetivo de elencar aspectos que influenciam a prática do docente de Língua Portuguesa. A atividade gerou discussão e envolvimento, todos demonstraram estar comprometidos com o ensino. Para formalizar a atividade os grupos registraram em um cartaz os principais pontos por eles enfocados.
Alguns demonstraram preocupação em relação a continuidade do programa devido ao número reduzido de participantes, tendo proposto convidar colegas para ingressarem no grupo. Demonstraram um enorme desejo de cursar o GESTAR II, visando aprender e utilizar os conhecimentos previstos no programa e fazer uso das atividades propostas nos manuais.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

CRONOGRAMA - GESTAR II - LÍNGUA PORTUGUESA

PRIMEIRO CADERNO - TP3

07/04 - Encontro coletivo - apresentação do GESTAR
14/04 - 1º encontro nos polos-
28/04 - Unidade 09-Texto
12/05 - Unidade 10-Oficina
26/05 - Unidade 11-Texto
09/06 - Unidade 12-Oficina

SEGUNDO CADERNO - TP4

23/06 - Unidade 13-Texto
07/07 - Unidade 14-Oficina
20 a 24 - 2ª Etapa formadores
04/08 - Unidade 15 -Texto (Oficina livre)
18/08 - Unidade 16-Oficina

TERCEIRO CADERNO - TP5

01/09 - Unidade 18-Oficina
22/09 - Unidade 19-Texto
29/09 - Unidade 20-OficinaTP6
20/10 - Unidade 21-Texto
03/11 -Unidade 22-Oficina
16 até 19 - 3ª Etapa formadores
24/11 - Unidade 23-Texto e entrega do projeto
02/12 - Unidade 24-Oficina e entrega do Portifólio
08/12 - ÚLTIMA OFICINA-AVALIAÇÃO

Datas previstas para orientação coletiva - elaboração do projeto: 19/05 - 02/06 - 14/07 -
08/09 - 22/09 e 03/11.

Datas previstas para orientação individual - elaboração do projeto: 16/06 - 30/06 - 11/08- 25/08 - 06/10 - 27/10 - 10/11.

Os encontros têm duração de quatro horas. Inicia as 13h30min e termina as 17h30min.

Profª. Olires - Florianópolis-SC

quarta-feira, 1 de julho de 2009

PERFIL CURSISTAS

GABRIELA MARIA DUTRA DE CARVALHO, e-mail: pgabrieladutra@hotmail.com, reside em Florianópolis- SC, 54 anos. Graduada em Letras - Licenciatura – Português / Inglês, Pós Graduação em Análise Semântica – PUC –SP e Mestrado em Educação (UDESC-FAED). Trabalha 26 anos no magistério, Ensino Fundamental, em escolas particulares e públicas. Atualmente leciona Linguagem e Educação Sexual para o Ensino Superior, na UDESC – Universidade Estadual de Santa Catarina e no Ensino Fundamental, na Escola de Educação Básica Cristo Rei, rede estadual, – Florianópolis – SC., nas séries 6ª a 8ª , tendo cerca de 110 alunos.

RAQUEL TRIVELATO DE LIMA, 55 anos, é aposentada há seis anos e meio, na cidade de Joinville- SC, tendo atuado por vinte e oito anos como professora. Mora em Florianópolis há dois anos e meio. Graduada em Letras Português/Latim, com Especialização em Teoria da Literatura. Cursou Pedagogia: Administração Escolar – Supervisão Escolar – Ensino Fundamental e Médio. Hoje, leciona na Escola Estadual de Educação Básica Leonor de Barros (20h), nas 5ª, 6ª e 7ª séries, para mais de cem alunos.

IRANI LAURENTINA DA SILVA, e-mail: iranilaurent@hotmail.com, 43 anos, reside em Florianópolis – SC, formada em Letras Português/Inglês, 2004. Atua no magistério desde 1988, inicialmente trabalhou com as séries iniciais (1ª a 4ª), até 2005, após, começou a lecionar para o Ensino Fundamental e Médio. Atualmente trabalha como professora contratada, séries 5ª a 8º, na Escola de Educação Básica Lauro Muller (30h), na rede estadual, tendo aproximadamente 150 alunos.

KARLA PARMIGIANI PEREIRA, e-mail: karlaparmigiani@gmail.com, 36 anos, mora em Florianópolis – SC, é graduada em Letras Português e Literaturas Brasileira e Portuguesa, pela UFSC – Universidade de Santa Catarina e Pós-graduada em Psicopedagogia. Atua no magistério desde 2000, no Ensino Fundamental e Médio, na rede estadual. Atualmente é professora efetiva (40h), na Escola de Educação Básica América Dutra Machado, em Florianópolis, nas séries 5ª a 8ª, com um total de 10 turmas e cerca de 350 alunos.

Eliane Brunnig, e-mail: elianebruning@hotmail.com, mora em Florianópolis – SC, é formada em Letras Língua Portuguesa e Literaturas Brasileira e Portuguesa, pela UFSC– Universidade Federal de Santa Catarina. Trabalha há três anos no magistério, na rede estadual de ensino. Atualmente está lotada na Escola de Educação Básica Presidente Roosevelt, Florianópolis, como professora contratada (40h). Atua no Ensino Fundamental e Médio, tendo oito turmas de 5ª a 8ª séries e duas turmas do Ensino Médio (1º e 2º anos), perfazendo aproximadamente 250 alunos.